Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retrato Encardido


E se penso em mim,
penso no que vou fazer
com os sentimentos
que destinei
a tão especial amor e
que me parece, estão
sendo devolvidos.

Não consigo ver
mais nada
à minha frente.

Parece que o mundo
fechou suas portas
e me deixou do lado de fora
a vagar solitária no espaço
e na imensidão
da escuridão total.

Não sinto
e nem compreendo
nada ao meu redor.

A tristeza e a dor
que me invadiram
a alma,
entorpeceram
meus sentidos,
calaram minha voz
e fecharam os meus olhos.

Sinto-me planando no vazio,
indo em direção
ao caos e a morte.

Creio que amanhã
serei apenas
um retrato encardido
pelo tempo,
que ninguém
quer nem olhar.

Com dois destinos:

A lata do lixo
ou o baú do esquecimento.
Maria
Enviado por Maria em 20/10/2006
Código do texto: T268935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4553 textos (186016 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:06)
Maria

Site do Escritor