Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FLOR DA FANTASIA


Em terras do Alentejo, há muito emurcheceu,
No sonho de Aladim, a flor da fantasia.
Sem noites de luar, o canto emudeceu
E um manto de tristeza o nada silencia.

O sol é um incêndio, um caos de idolatria,
Que o tempo-amar-e-ser há muito corrompeu...
Em terras do Alentejo, há muito emurcheceu,
No sonho de Aladim, a flor da fantasia.

Ai, que assombrada voz meu sono escureceu!
Que pesadelo em mim só me anoitece o dia...
O dia que eu queria e nunca amanheceu!
Saudade do que fui! A flor da fantasia,
Em terras do Alentejo, há muito emurcheceu...

Pantum de Tuphy Mass

Agosto de 2003.
Viana do Alentejo * Évora * Portugal
José Augusto de Carvalho
Enviado por José Augusto de Carvalho em 22/06/2005
Código do texto: T26926
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Augusto de Carvalho
Portugal, 79 anos
182 textos (7605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:02)
José Augusto de Carvalho