Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doutor das Agulhinhas


Não se vá!
Não vá morrer logo, meu doutor!
Trate de viver uns cem anos, viu?!
Porque eu vou viver muito ainda.
E como é que eu vou fazer,
sem as suas agulhinhas,
se o doutor se for?
É meu remédio pra tudo:
dor de amor, dor febril,
dor no peito, dor nas juntas,
dor de cabeça e dor aguda,
de solidão ou de garganta;
todas as dores,
todas as choradeiras,
vão pro espaço,
pro vácuo da via Láctea....
Pra fazer a gente sorrir,
e mais nenhuma dor sentir,
Agulhinhas!
Agulhinhas!
Agulhinhas!!!


E esse doutor maravilhoso,
de olhinhos puxadinhos,
que sempre me sorri,
semblante de mestres chineses,
de cem anos de sabedoria!...
Muita luz pra esse doutor!
Luz e paz, luz e amor,
e mais uns cem anos de saúde,
e outros cem de felicidade!!!

Izabella Pavesi
Enviado por Izabella Pavesi em 21/10/2006
Código do texto: T269554
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Izabella Pavesi
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
263 textos (29839 leituras)
2 áudios (66 audições)
2 e-livros (530 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:39)
Izabella Pavesi

Site do Escritor