Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciume

Passarinho é só meu...
Quando se transforma em pavão, é presa no ar
Fora ou dentro do alçapão
Colorido por inteiro
Dá bote ligeiro
Deslumbrante, com aquele jeito de enganar
A presa torna-se única; vangloria este momento:
É a mais linda das aves!
Esqueceste de quem precisava, das tuas migalhas...
Era só abrir o bico e alimentar
Ora flores, ora pedras.
Passarinho, tão sensível
Parecia minha alma acalentar...
Quando sem pudor, o levava além-mar.
Devaneios...
Nunca me convidou para voar.
Transforma-te em pavão, se te agrada.
Não posso mais me enfeitar, em cores variadas
Há aves tão belas, tão desprovidas de dor...
São aves próprias para o amor
Cantam a beleza da natureza, porque te tocam.
Consigo apenas, chorar...
Verônica Aroucha
Enviado por Verônica Aroucha em 22/06/2005
Código do texto: T26964

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Aroucha
Recife - Pernambuco - Brasil
122 textos (7751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:06)
Verônica Aroucha