Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FEROZ CIDADE

Te caço nessa floresta de aço /
Te asso nesse mato de asfalto /
                                     Tão quente /
Dormente de trem é espeto de viagem /
Doravante marmitex da coragem /
                                     Tão fria /
Me amasse nesse embrulho de tempo /
Me ultrapasse nessa viagem de vento /
                                     Tão doce /
Alumínio é espelho da carne /
Ser carvão de queimar sem alarde /
                                     Tão neutro /
Te tosto nesse pão de alho /
Te molho nesse vinagrete de orvalho /
                                     Tão fome /
A sorte casou com o azar /
A letra que diz nem se há mar /
                                     Tão caverna /
Me passe nem do ponto nem tanto /
Me lave com o suco do espanto /
                                     Tão leve /
Traduza a fingida esfinge /
Reduza o teor da laringe /
                                     Tão fleuma /
Te afogo voraz de cimento /
Te rogo: tu és meu sustento /
                                     Tão breve.












Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 21/10/2006
Código do texto: T269957

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:23)