Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Começo

Quem disse que não pode?
Como negar o imponderável,
Se o que maltrata alimenta e banha?
Que banho de primeiro instante!
Que lembranças me causarão,
Ao molhar-me após teu momento aquoso?
Que perfeito é esse instante de mister suores:
Denso, eterno, livre.
Adoro a liberdade dos meus vôos!
Amo o brilho dos teus cabelos úmidos!
Creio banhar-me em tua fluidez:
Lúcido, especial, novo.
Começo de tudo.
Verdade e absurdo.
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 23/06/2005
Código do texto: T27009

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351741 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:22)
Nel de Moraes