Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhador

É madrugada, a lua ainda clareia,
A grama branca e a praia deserta.

Voar, voar, que um sonhador
não precisa de galhos.

Termina-se a última folha.
O resto é  árvore em frangalhos.

Um sonhador, na madrugada fria,
não precisa de cobertor.

Voar...Esquecer suas asas
na madrugada, também esquecida.

Um sonhador, a serviço do amor,
nem precisa de história.

Voar... - enquanto aceita
Cristo que seja madrugada voada.

Porque o sonhador, impassível,
Voa por voar - apenas.
Não precisa de coisa nenhuma.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 22/10/2006
Reeditado em 22/10/2006
Código do texto: T270444
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79567 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:20)
R J Cardoso