Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não foi para lançar palavras ao vento...

Seja bem menor o medo
de te expressar o meu carinho,
que a pura alegria
de te dizer, quanto foi bom
te-lo encontrado em meu caminho...
E se acaso nunca mais cruzarem
nossas embarcações no rio da vida,
lembra-te, destas palavras.
Porque aqui estão gravadas,
e são pedaços de meu Ser,
lembra-te bem.
Saiba também que,
se uma vez atendi o teu chamado
não foi apenas para lançar
palavras ao vento...
Como rocha, em que a tempestade
bate e volta, fiquei ali,
até o final dos tempos difíceis,
como havia prometido a mim mesma.
Agora...voltaram os belos tempos
e a luz brilha de novo,
refletindo-se nas águas azuis.
E meu barco quer continuar à deriva
tranquilo,as mãos apenas tocando
a correnteza que desliza..desliza...

(dezembro/2004)

Mareluz
Enviado por Mareluz em 22/10/2006
Reeditado em 22/10/2006
Código do texto: T270455
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:11)