Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insónia

                                 Insónia





Terna é a noite
E geado o amanhecer
No aconchego do leito
Revejo cada entardecer
Auspicioso ou medonho
Cada qual é
Na sua crua realidade
Um acto consumado
Uma imutável certeza.

E vem, e vai
O sonho, o sono, o pesadelo, a vigília
A volta no leito desfeito
A insónia
A hora tardia
Lá fora o sossego, ultrajante!
Por ser paz, calma,
Por ser solidão humana.

De novo a volta
Para o lado de há pouco nos lençóis descompostos.
A manhã tarda
Sentem-se ao longe os odores da maresia
No ansiado despontar do dia.


alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 22/10/2006
Código do texto: T270641

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:09)
alestedoparaiso