Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quase ciúme... Quase!

Quase ciúme... Quase!



Difícil é não ser egoísta
Quando gostamos de alguém
É terrível ser individualista
E sê-lo não nos convém

Acabamos confundindo
 Senso de posse e gostar
Sem perceber, destruindo
Justamente por amar

Então a sabedoria
Junto a nossa emoção
Ensina que a partilha
É a melhor solução

Assim, vamos dividindo
Os seres que mais amamos
Um pouco de ciúme sentindo
Mas vamos nos acostumando

O que conta na verdade
O que tem mesmo, valor
É a nossa lealdade
Posto que a fidelidade
É em si o próprio amor.






Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 23/06/2005
Código do texto: T27178
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215200 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:16)
Priscila de Loureiro Coelho