Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arcanjo do Poeta


“Quando nós sentimos outra vez o sabor das alegrias, os corações navegam no espaço de luzes, os olhos percorrem o horizonte infinito e os sentimentos se fecham como as conchas marinhas. Ouvimos lindas canções e contamos histórias que nunca foram escritas. Olhamos o céu, onde a lua aparece bela e pura, trazendo alento aos corações entristecidos, numa fascinante noite de primavera”.

Deixa tua alma descansar
serena nos braços
da brisa da lua.

Deixa-te levar pelos ventos
da esperança e pelas ondas
da felicidade que batem
à tua porta.

Não feche teu coração
às vagas do tempo
que lhe trazem
o aroma das flores
e o doce e suave
cantar do silêncio
da noite.

Entrega-te de corpo e alma
à música que soa nos ares,
embalada pela bruma
da noite cálida e enluarada.

E ouça a voz do arcanjo
que ergue o homem,
o poeta,
e o acalenta
em seus braços
de amor.
 
Maria
Enviado por Maria em 24/10/2006
Código do texto: T272166
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4552 textos (186005 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:08)
Maria

Site do Escritor