Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia você me perguntou o que era amar...

Amo quando me chama atenção por algo que fiz e que, de alguma forma, poderia ser diferente;
Quando se aproveita da nossa intimidade para dividir momentos e atitudes tão particulares;
Quando conversa comigo para me acalmar em situações difíceis e para me orientar em momentos de dúvida.
Amo acordar de madrugada só para te ver dormir e ficar na cama até mais tarde com você ao meu lado.
Amo estar ao seu lado, mesmo para não fazer nada, apenas desfrutar da sua companhia.
Amo a sua cumplicidade, carinho, respeito, atenção e cuidado;
O seu olhar de menino mimado, carente e tarado.
Amo o jeito em que mexe no meu cabelo e quando me olha com admiração nos momentos em que eu fico mais bonita pra você.
Amo seu sorriso e como aperta os lábios sem perceber;
Quando me abraça tentando me proteger e segura a minha mão para ninguém me levar de você.
Amo seu beijo, seu cheiro, o seu jeito.
Amo nossos momentos, nossos apelidos e nossa história.
Amo quando me tira pra dançar ou quando, sozinho, dança para me impressionar.

Amo todas as formas de te amar, de maneira intensa e que não sei explicar.
Amo com gestos, com corpo inteiro e sem ressalva.
Amo com o que há de mais profundo em mim: A ALMA.
Flávia Barbosa
Enviado por Flávia Barbosa em 24/06/2005
Código do texto: T27275
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Barbosa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 38 anos
28 textos (2544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:11)
Flávia Barbosa