Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0349 - Como se fosse minha


 
Sinta tuas fases, todas tingidas de branco,
és lua, és prata,
és infinito que jorra cores que se perdem,
que voltam a ser paixão da mulher,
com o toque da amante,
carinho branco de estrelas que grudam na pele.
 
Deixa que tua luz flutue sobre a alma,
que voe entre teus sonhos,
que sonhe,
que viva,
que viva os sonhos grudados na realidade,
quando alçares vôo, me levas...
 
Quebro teu casulo, te faço rainha,
te toco com cores,
te faço ninfa, menina, gueixa,
até que todas as luzes foquem tua alma,
até que um dia flutuarás sobre minha cama de nuvens.
 
Não te farei fada, bruxa ou anjo,
te quero meu vento,
fazendo meu espírito correr mundo,
de mãos dadas, de almas trocadas,
como se fosse real,
seríamos o sonho que existe,
grudados... lua e céu.
 
25/06/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/06/2005
Código do texto: T27321
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:15)
Caio Lucas