Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0353 - Meus sonhos


 
Deveria sonhar um pouco mais com aquela mulher,
comungar com outras paixões, ficar indefeso,
ser rio e ao mesmo tempo leito,
explorar o inexplorado sentimento que me toma,
todos os meus, todos os outros, todos os dela...
 
Fiquei embrutecido depois da última paixão,
queimo por dentro como sal na boca seca,
meus desejos voltam da garganta,
os gritos estão incontidos em um lugar qualquer,
não quero tempestades, quero amor...
 
Posso jurar pelas areias do deserto que fui,
não me pertenço, jamais me pertenci,
volto a ser um pequeno menino inocente,
queira-me, como me vê e me toca,
não serei jamais um guerreiro, serei apenas amor..
 
Quero os carinhos ardendo no meu peito vazio,
preciso que soprem as fagulhas, que me acendam,
tenho amor na medida da razão e uma paixão desmedida,
gostaria de oferecer à mulher que me ama,
quero amputar pequenas histórias que trago presas no peito.
 
Deveria sonhar um pouco além dos meus sentimentos,
não tenho a pretensão de entender o amor, nenhum amor,
caminho à borda da vida, passo a passo beirando a tristeza,
os desejos ficam parados esperando que seu corpo me queira,
aceito ir mais longe que qualquer amante, aceito amar, aceito viver.
 
27/06/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/06/2005
Código do texto: T27325
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:16)
Caio Lucas