Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão solitária

Parada ou em movimentos
No vácuo está minha mente
Com olhar que expõe tormento
E desliza suavemente

Lágrimas involuntárias
Sem os soluços e a visagem
Nesta solidão solitária
Que nos convence à viagem

Essas dores indefinidas
Devem ser da alma que clama
Só por uma breve partida
De um eterno sono que chama.

Estro de Mulher
Enviado por Estro de Mulher em 26/10/2006
Reeditado em 26/10/2006
Código do texto: T273713
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Estro de Mulher
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil
24 textos (1766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:45)
Estro de Mulher