Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE SOL

Algumas vozes às vezes
vazam como vazos cheios
Derramando em lábios secos
Suspiros e devaneios.

Choram de noite escondidos
Olhos olhando inteiro
E olham e molham o sono
No canto do travesseiro.

É tarde o corpo desaba
Mas toda lágrima é vã
Pois sempre a noite acaba
Olhai de novo é manhã!
Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 26/10/2006
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T273801
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 44 anos
299 textos (13360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:31)
Gilberto de Carvalho