Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Lobo que sai do Velho Pirata!

Cravei os dedos no ar, arranquei sangue da terra,
Senti o gemido do corpo, a alma sendo dilacerada,
A voz emudece quando os ossos se partem,
O ar foge em disparada perdendo o fôlego,
Sentidos perdidos em miríades alucinantes...

Cravei os dedos no mar, arranquei água da serra,
Senti o frêmito no couro, a alma sendo vilipendiada,
A voz estremece quando os olhos explodem,
O ar desce em disfarçada correria & trôpego,
Vendidos malditos em cartáse angustiantes...

Cravei os dedos ao par, arranquei vida, soterra,
Senti o destino do beijo, a alma sendo carbonizada,
A voz entristece quando os choros repartem
O ar rege em frenética harmonia, cômico,
Pendidos aflitos em diálogos trepidantes...

Soltar os grilhões & navegar no vasto mar!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/10/2006
Reeditado em 11/02/2007
Código do texto: T273900
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:51)
Peixão