Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oráculo

Insolúvel oráculo, não me deixe a mingua
Nessa lacrimejante dor
Rendo-me do mausoléu de minha alma
Desabrido, conte-me
Sem um sutil remorso
Não suspeite de minhas intenções
Tens o destino em tuas mãos
Transborde-me de conhecimento
De-me a jovialidade da vida
Desperta, seguirei a senda
Rogo com anseio e
Impune das maldições, irei no encalço
Segrego aqui todo meu juízo
Privo-me de todo perjuro
Faço-me santa, imaculada
Juramentada e sem dividas
Permita aqui, o meu chamamento
Mara Pupin
Enviado por Mara Pupin em 26/10/2006
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T274069

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mara Pupin
Goiânia - Goiás - Brasil, 49 anos
289 textos (28499 leituras)
3 e-livros (228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:24)
Mara Pupin