Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

In memória

                              Para Emmanuele e esse amor
                                             que vivemos.

Disse adeus
embebecidos de tristeza.
Os olhos disseram: adeus
E uma gota triste
Escorreu sobre a face
da tua alegria.

E corria tênue
Num doce flagelo
Curvando os obstáculos
Desenhados nessas sombras
Que agora cintilam
Em teus olhos
Rasos como um oceano
de infelicidade.
Onde não jaz, ainda,
O meu amor.

E tênue, corria
Num doce flagelo
Curvando os obstáculos
Desenhados em minha face
Como sombras luzentes
Que ora cintilavam
Em meus olhos
Rasos como um oceano
de infelicidade.
Cheios de tristezas
e desilusão.
Onde não jaz, ainda,
O seu amor.

Dissemos adeus
Ébrios de amor.
Os olhos disseram: adeus
E uma triste gota
Go-te-jou triste
Caindo ao abismo do nada
Onde pairará como lembranças
Mas antes, sumirá ao vento
E se encontrarão
In Memoria
A esse amor que de sublime
não findará jamais.

Nesses momentos a vida
É um poço infinito
Forjado nas cinzas desfeitas
Das correntes do AMOR.
E nós, espectadores
de sentimentos próprios.

Itagi-26 de outubro de 2006-domingoscalixto@hotmail.com
CALIXTO
Enviado por CALIXTO em 26/10/2006
Reeditado em 02/07/2007
Código do texto: T274377

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CALIXTO
Itagi - Bahia - Brasil
222 textos (11574 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 23:59)
CALIXTO