Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM ME DERA!

Pensar sem resolver
Atirar a primeira pedra
Sem esperar que ela revida
Ser juiz sem diploma
Mestre sem vocação
Exaustão...
Caos de idéias, sentimento irado
Perdido na imensidão
Voltar a ser o que fui
Ou ficar na inércia do hoje
Luz e sombra, sem contraste
Talvez arraste cotidiano...

Não sou mais como eu era
Virei mata-borrão
Um lay out inacabado
Quero ser obra prima
De mim mesma...superar
Torna-se um desafio suportável
Atingível, não sei...

Capturar as emoções alheias
Sem corromper
Divisar horizontes sombrios
Tentando ser luz
Mas a chama apaga-se
Onde o oxigênio está exaurido

Fuga é paliativo, não solução
Êxito! Haverá?
Perpetua-se a gama de incertezas
Da vida real. Sonho...Quimera...
Torna-se o desejo do eu ferido
Que dizer, daqueles que não pensam?
São mais felizes, pois dormem
O sono dos justos...QUEM ME DERA!
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 24/06/2005
Código do texto: T27531

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916703 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:16)
Denise Severgnini