Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não creio na bondade




Não conheces o coração da maldade
Ele se veste em mil faces
Tem relevos de cara metade
Mora na ode das frases
Não conheces minha cara
O coração endurecido e sem crença
Que se cria na face bondosa
Semeando desavença
Em acordes de fala melodiosa
Eu não creio na bondade
Não respiro mais as dores alheias
Experimentei já toda maldade
Me prendi em muitas teias
Ah! Minha cara não creio na bondade
Ela me surpreendeu nas esquinas da vida
Quando eu amargava a ansiedade
Dançando na pista da sobrevida
A mão que te afaga é a mesma cruel
Que te esbofeteia no chão
E te serve a taça de fel
Quando rasgas o coração
Ah! Não sabes que o socorro
Nunca vem de onde esperas
A bondade é como água...não sobe o morro
Morre nas querelas...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 24/06/2005
Código do texto: T27535

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55640 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:11)
Angélica Teresa Almstadter