Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vestígios

Em um mundo que amanhecia
ainda vi as estrelas se apagando.
E enquanto a transformação se fazia
desmanchavam-se também
misteriosos sonhos e revelações.
Mensagens subliminares
que eu havia atravessado,
sem ainda superar...talvez.
Assim, enquanto o Sol diluía
as imagens no mais profundo poço
dos temores e fantasias,
preparei-me para vestir
os trajes brancos da manhã.
E lá fora, os sons rotineiros
expulsavam ,temporariamente,
os últimos vestígios da escuridão.
Dizia a mais íntima voz, dentro de mim,
que seria necessário prosseguir
a celebração da vida...sob o Sol,
para decifrar os enigmas da noite.

(escrito em 2004)
Mareluz
Enviado por Mareluz em 28/10/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T275530
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:57)