Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEITO DE RIO

LEITO DE RIO


sonhos desaguados
nos braços
momentaneamente abertos
me crucificaram
como um delta:
chorei atroz
em sua foz
qual um menino
sem argumento
para o momento
em que nascia
qual um rebento
ao imaginar

vestes já encharcadas
de suores
irremediáveis e em fadiga
descobrindo
sóis e lençóis:
o lenço de boca,
irrequieto,
mordia orelhas e pescoço
enquanto a boca
dava asas à língua
ares para o voar
para beijar
o prazer que míngua
e eterno durará!

quietos, como amados,
lado a lado
inevitáveis e detraídos
desacostumamos
as ventanias:
e a cada duna
um outro lugar
a brincar de olhos na areia
na paz do olhar
sem cisco na vista
aberta ao piscar
num inevitável gozo
perpétuo
chorado na foz do amor!
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 25/06/2005
Código do texto: T27557
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:40)
Djalma Filho