Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem promessas

As rosas friorentas
escondem-se atrás dos muros
nessa atípica manhã de primavera.
Mas,como eu, não desistiram de buscar o Sol
e o seu perfume ainda embalsamado,
clama por manhãs mais sinceras.
Deveriam então,sair pelas esquinas
entregando seus panfletos...
mas sabem que ninguém lhes daria atenção...
porque não sabem mentir.
E enquanto estranhas siglas lutam palmo a palmo
por um voto anônimo e sem rosto...
suspiram as rosas por dizer cada um de nossos nomes
sem esquecer nenhum.
Porque nasceram vestidas,alimentadas
e sem interesses...
a não ser, o de entregar-nos o seu perfume.

Assim, decidi que prefiro as rosas...
e votarei nelas e com elas, pedindo um pouco de atenção
para a uma primavera recem-nascida...
Com certeza, não será voto perdido.
E será lindo ve-las desabrochar sem discursos
ou promessas...

30/10/06 - Antes do primeiro turno das eleições e valendo para o segundo...:-)
Mareluz
Enviado por Mareluz em 28/10/2006
Código do texto: T275912
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:16)