Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CABALAS DO VERDE

Entre parênteses de lua,
dormem respingos de estrelas
em poros de peles nuas.

Descanso em vírgula desune ,
noite, ao amor algemada
olhar que designifica
à primeira luz do dia.

Resplandece ao fogo, crua
pureza no despir de Stelas
amanhece em escalada ao cume,

No rastro de Eva  Marias
em interjeições sagradas
na cria que o ventre edifica.

Profano , um pecado leve
de Evas Stelas, e Marias
parindo Iemanjás, Iansãs
deuses machos
e seus cachos.

Como do do uirapuru canto
fonte qu' em verde, inebria
mata, manto negro-verde
verde claro das manhãs
em evas , marias, ventre
de sentir germina Stela
cabalas... verdes elas.
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 25/06/2005
Reeditado em 25/02/2014
Código do texto: T27595
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11441 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:13)
Elane Tomich

Site do Escritor