Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EXPOSTOS

exposta,
aos meus olhares distantes do olhar
exposto
a bons e maus-tratos,
hei de te rever
num sonho bem deseducado,
sem etiqueta

exposto,
perante a teu olhar de revista militar
[dou um trato nas orelhas, procuro pés-chatos]
acho-te sem a necessidade
exposta
ao convencional-ridículo
de comer com garfo e faca, e guardanapos desdobrados.

atentarei contra o pudor
[nu]
e exposto,
tocarei na tua silhueta em contra-luz
sem mais qualquer silêncio dos teus olhos

exposta
[nua]
a mim exposto,
desafiarei os conceitos de moral e bons costumes
do silêncio do teu corpo,
calado, sempre, por luzes de lâmpadas ruins
 
e,
[seja nesta vida ou n’outra passada]
na manhã seguinte,
nossos olhares brincarão de praia e mar
expostos pelo sol do dia vindo

[riremos]

como os modelos expostos nas capas das revistas
[mal-educados nus]
assim como milhares de semi-nus pelas ondas das praias
que comem com guardanapos desdobrados
[garfos e facas]
toda a nudez exposta por nossos olhos,
sem mais silencio.

Os tempos dos guarda-roupas estão contados!

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 28/10/2006
Código do texto: T276280
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:54)
Djalma Filho