Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEU NAUFRAGAR

Em cada gesto que gritas te afundas
na imensidão do mar
e fazes do sabor da terra
e do sol
a noite escura do teu naufragar;
trocas a cor da lua no seu luar
pela escuridão da noite
do teu caminhar,
e misturas na lama, que inventas,
as cores anil do céu
no seu sol-posto;
fazes do teu rir que rejeitas
o teu desgosto,
inventas a morte e a guerra
e não queres o sol da vida
no seu brilhar;
preferes misturar as cores
que a terra tem
ao amanhecer
com as lágrimas do teu chorar;
no teu sofrer
inventas a dor que tens
e que não tens, também,
enfeitas de solidão
o sabor do sol da vida
que pode ter guarida
(mas que rejeitas)
na tua mão.
Alvaro Giesta
Enviado por Alvaro Giesta em 28/10/2006
Código do texto: T276301
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alvaro Giesta
Vale De Amoreira - Setúbal - Portugal, 66 anos
84 textos (2111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:14)
Alvaro Giesta