Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo de Cigarras...


Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br



Outubro – como calar cigarras?...
Não há silêncio que não se quebre
Em tempo de cigarras,
Onde haja cigarras...
Som contínuo e incômodo,
As cigarras me desafinam...
Decibéis decididos sobem ou
Descem mais
E mais
Em decimais desmedidos...
Comedidas, as formigas.
Comeriam dívidas humanas os inexistentes insetos
De nomes por existir...
A cantoria da floresta é o que resta de cantante neste pedaço de mato...
Mais as cigarras...
Os cupinzeiros têm a forma de certos cinzeiros.
O cupim, sim, é laborioso!
Em conjunto, trabalham muito,
Embora seu trabalho não nos interesse!
O assoalho da sala deverá se trocado
Por causa de cupins domésticos...
Os capinzais podem esconder cobras.
A vida é uma arena!
Temos de tourear as dificuldades que a vida nos apresenta.
Maldade pouca é quase bondade!...
Para esquecer os males, uns apelam para cigarros!...
Outros fazem poemas – o meu é para as cigarras.
Som e fumaça...
Evolam-se...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 29/10/2006
Código do texto: T276341
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34681 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:45)
Euna Britto de Oliveira