Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Intervalo



O tempo de quem sou escrava
Me remete a túneis das lembranças esquecidas
Onde sob o abrigo da luz soa a clava
Estampidos agudos materializam doloridas
Imagens que volitam em inexatas névoas
Indo e voltando na fumaça que se desfaz
Sufocando entre os olhos algumas mágoas
Provando que o intervalo é o remédio mais eficaz
E quando ele se interpõe entre o tempo e os ponteiros
Produz a cura dos espaços e feridas
Abertas como em desfiladeiros
Tornando em estradas floridas
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 25/06/2005
Código do texto: T27641

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55628 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:21)
Angélica Teresa Almstadter