Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
         INQUIETUDE



Olho em volta de mim. Não sei que mais
me faz estremecer, se os violoncelos
remoendo os antigos pesadelos,
se a brisa a dedilhar os canaviais.

Cerro os olhos em vão, porque são tais
os tormentos e eu sinto sobre a pele os
dedos gelados, hirtos, amarelos,
dum corpo abandonado aos vendavais.

E já não sei se é que me afundo ou nado
neste mar de terrores sem fronteiras
que me afogam os sonhos de criança.

Mas não desisto, não! Mesmo a meu lado
vejo erguerem-se mãos, como bandeiras,
desfraldando os farrapos duma esperança,



CARLOS DOMINGOS
Enviado por CARLOS DOMINGOS em 29/10/2006
Reeditado em 03/12/2006
Código do texto: T276975
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS DOMINGOS
Portugal
80 textos (21285 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:06)
CARLOS DOMINGOS