Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor repentino

Eu sou um cara aberto.
A vida me fez altruísta e bom
E o meu poema é um desejo certo,
Animado e coletivo
Que eu faço tudo para mostrar.

Mas tu me negastes os lábios para beijar na aurora,
O teu sorriso breve,
E prendestes esses teus cabelos agora...

E o cara silente ficou parado, sem entender
Nada, numa alegria de outrora ceifada...

A repentina, a dolente felicidade de um boneco inculto...
No qual nem um pássaro quis pousar.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 30/10/2006
Código do texto: T277291
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79551 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:15)
R J Cardoso