Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vagar

 
Minha sombra inerme vagueia
Pelo hostil vale das ilusões perdidas
Por onde minha súplica serpenteia
Na pauta da canções esquecidas
 
Minhas mãos tangem insinuantes
Melodias que foram tão nossas
E que ainda ecoam incessantes
Qual juras dolentes amorosas
 
Quebro enfim o jejum de saudade
Brincando com as lembranças
Que pranteiam na minha ansiedade
 
Lágrimas que ainda são crianças
Transbordantes na liberdade
Onde passeiam essas andanças
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 25/06/2005
Código do texto: T27795

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55644 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:51)
Angélica Teresa Almstadter