Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALQUIMIA

 
                                                               
Sobre o cinza da minha tela...
Traço os tons das Primaveras!
No trajeto da avenida
Planto meigas Margaridas.
No recesso dos faróis...
Eu levanto Girassóis!
Se há nuvens de poeira
Eu semeio só Roseiras
Mas se paira o desalento
Lanço sementes ao vento.
Ao constatar o meu sufoco
Logo traço um Ipê Roxo,
Ao plantar o amor que quero,
Floresço feito Ipê Amarelo.
Se me sinto sem recanto...
Eu olho os Lírios do Campo!
E constato alegremente,
Que solidão eu não planto!
Se me faltam borboletas
Traço frágeis Violetas...
E recorro ao Amor- Perfeito
Se me  ferem o meu peito!
Quando a Terra corre riscos,
Eu a cerco com  Hibiscos
Planto um lindo Suinã
Para enfeitar o amanhã!
Para um mundo mais feliz...
Ofereço a Flor de Liz,
Sendo a  harmonia  fugaz ...
Só me resta o Lírio da Paz!
Com nuanças das Azaléias
Eu projeto as Bromélias,
Até esculturas de Catléias!
E na alquimia destas cores...
Só atraio Beija-Flores!
 
                                 SP, 28/08/2004

            (Poema publicado em Antologia Poética)
                Sobrames/Sp/2004
             
MAVI
Enviado por MAVI em 31/10/2006
Código do texto: T278120

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
5333 textos (331824 leituras)
987 áudios (86561 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:09)
MAVI