Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETERNO APRENDIZ

Sou eterno aprendiz!
Todo o dia, dedico-me a esta arte milenar
de transcrever os sentimentos.
Porque a poesia, é o espelho
da alma de um poeta;
nas palavras ali descritas,
ele reflete seus amores, transtornos,
o cotidiano de sua vida.
Eu, eterno aprendiz,
sou um destes espelhos foscos;
fragilizado, pois muitas vezes nem sou lido,
fico assim refletindo,
num canto qualquer de página;
emoções, ilusões, divagações...
Sentimentos alheios.
Eu, agora espelho de tua alma,
muitas vezes disfarço e minto _ Solidário.
Ah! Nossas mentiras!
Este é o ponto de fusão do avesso,
é o interior do contrário,
o reverso da compreensão,
onde todos os homens se contradizem
e eu, eterno aprendiz que sou,
sigo dia-a-dia aprendendo,
com meus próprios pecados.
   
Sandro Colibri
Enviado por Sandro Colibri em 31/10/2006
Reeditado em 13/01/2010
Código do texto: T278716
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sandro Colibri
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
523 textos (52421 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:52)
Sandro Colibri