Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Bela da Tarde

Seu nome?... ora, era a Bela da Tarde,
algo beirando ao diáfano, ao lírico,
ao onírico e indizível (e não só Poesia)
tal a beleza que lhe coroava como aura...

Era, das imagens lindas, a mais linda,
gesto e meio sorriso conjugando verbos
que esvoaçavam nos infinitos de AR e ER
como bailar, enlanguescer; como ser e estar...

A Bela da Tarde brilhava tal e qual o sol
e, sob ele e com o verde à sua volta,
atirava o seu encanto lirial e hipnótico...

Por ela, toda a natureza se pôs reverente...
cores e aromas ofereceram-lhe seus dons
e o Criador pôs Poesia na verve do Poeta...
Marinhante
Enviado por Marinhante em 01/11/2006
Código do texto: T279092
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marinhante
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
114 textos (1409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:23)
Marinhante