Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA VOLÁTIL



Poesia
Fugiste pela janela
Deixando-me vazio,
(sem traduzir o pensamento)
palavras mal lapidadas
fugaces, inacabadas.

Eu precisava de ti;
Minha única companheira,
Fugiste, efêmera, volátil...
Ligeira.
Paulo Tabatinga
Enviado por Paulo Tabatinga em 01/11/2006
Código do texto: T279158
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Tabatinga
Teresina - Piauí - Brasil, 56 anos
76 textos (930 leituras)
1 e-livros (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:04)
Paulo Tabatinga