Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ARTE E A POESIA






Por que me fitas assim, boneca de louça?
O que sentes aquando me fitas?
Eu cá te vendo em tua arte,
Contemplando-te a beleza que, ao fitar-te,
Invade-me como um incenso;
E eu penso:
Nada terias para eu amar-te,
Não obstante a plástica da arte.
Com esse olhar imóvel de tristeza,
Rijo, a estatuar sobre esta mesa,
Minha alma, tu me partes.

Ouve-me! Estou embevecido,
Ou, melhor dizendo, enternecido,
Exalando um sentir suave e morno,
Como aquele pão que sai do forno.
Não sei se é paixão,
Não sei se é a arte ou a poesia,
Essas duas irmãs, qual me judia,
Não sei qual a razão.
Geraldo Altoé
Enviado por Geraldo Altoé em 02/11/2006
Reeditado em 30/08/2007
Código do texto: T279761
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geraldo Altoé
Serra - Espírito Santo - Brasil, 60 anos
747 textos (17675 leituras)
1 áudios (12 audições)
2 e-livros (162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:57)
Geraldo Altoé

Site do Escritor