Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ilusão para criticar a verdade!

No grande coração do poeta
sempre haverá espaço para muitos.
O coração do poeta por sua grandeza
suporta decepções e o vazio!!

Ora encontra-se rodeado por pessoas
pessoas que o respeitam.
Mas há horas em que sua alma ...
sua alma vaga pelo infinito, perdida.

Pensamentos tentam preencher o vazio
que foi criado no coração...
Mas o poeta quando insere o ponto final
percebe toda a poesia é ilusão.

Ilusão que faz bem
Lembra quando houve amor
Ilusão que tem sentido
para alguém que não aceita o mundo perdido.

E o coração continua sua missão...
esvaziando e enchendo de pensamentos
como se enche e esvazia de sangue.
Sangue que jorra nas guerras do mundo!

Conquistar o mundo...
o poeta não precisa matar para ter o mundo.
O mundo do poeta é seu coração...
O mundo do poeta só desaba com paixão!

A saudade é de si próprio
A saudade é do mundo que nunca viu...
Saudade do menino na escola
e do velho lendo à beira-mar...

O poeta idealiza...
entretanto ele não se distancia do real.
Acompanhado da sua solidão crtica o cotidiano
de maneira nobre e sensível.
Rafael Rezende Da Costa
Enviado por Rafael Rezende Da Costa em 02/11/2006
Reeditado em 11/08/2009
Código do texto: T279928

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Rezende Da Costa
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
144 textos (5327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:30)
Rafael Rezende Da Costa