Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARADA SUICIDA

PARADA SUICIDA

Mário Osny Rosa

Qual desses corações
É o mais desatinado.
Aquele que vive irrigando
O outro obstinado.

Esse obstinado só cria situação
Aquele que irriga sem parar.
Num trabalho em tensão
Logo se dele não cuidar.

Ele pode se cansar
E numa parada suicida.
Lá se vai mesmo à vida
Num eterno viajar.

São José/SC, 2 de novembro de 2.006.
morja@intergate.com.br
Asor
Enviado por Asor em 02/11/2006
Código do texto: T280577
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36850 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:26)
Asor