Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IMPOTÊNCIA





Já não faço com graça
o que antes fazia.
Amei o dia, a noite não.
A noite é cheia de sombra escura,
de carnes nuas, de assombração.
O guarda passa, faz que não vê,
eu, porém, vejo, mas não queria.
Sou impotente ante essa gente
que dorme, acorda,
vai para a rua,
trabalha e sua...
E um dia morre sem despedida,
sem ter na vida
nada de seu:
morre do jeito que, assim, nasceu.








HLuna
Enviado por HLuna em 04/11/2006
Código do texto: T281612
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
9358 textos (236135 leituras)
15 e-livros (905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:44)
HLuna