Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aquela que vaga a noite

Porque, recorri as minhas trevas
logo após me perder em meu medo;
Afastei-me da luz, ludibriado pela voz que me seduz,
Mergulhando na infinidade azul de minha rasa coragem,
e a condenar-me em devaneios...
 
Será que a aparência sensual,
sutilmente fúnebre daquela que vaga na noite,
irá me afastar da trilha de migalhas
que decorri em minha jornada torpe?

Não sei.

Mas soube que em meio à circunlóquios sobrenaturais,
anjos e demônios tendem a se fundir e formar-nos.
Nos permitindo conhecer a quem,
todo esse tempo o sonho alimentou...

E assim, com o frio das suas mãos
reagindo com o calor da minha alma,
em uma dimensão ruptural;
O confronto final se torna uma vírgula...
no último espaço...
da última folha,
Marcelo Maia
Enviado por Marcelo Maia em 04/11/2006
Reeditado em 02/04/2016
Código do texto: T281676
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Maia
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
80 textos (4102 leituras)
1 áudios (59 audições)
1 e-livros (130 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:12)
Marcelo Maia