Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR ISSO CHORO

Choro!
Choro o meu pranto
Choro o tão contido
Choro o que não me permito
Choro o que nunca me permiti
Choro o que sempre engoli
Choro o que sempre segurei
E nesse pranto fui equilibrista
Mas chorando, caí da corda bamba
Me entregando ao choro
Ao choro chorado
Choro tão guardado
Choro que de tão esgotado
Agora chora em prantos
Chorando, chorando, chorando
Descontoladamente eu choro
Sem conseguir parar de chorar
Eu vou chorando e chorando
O pranto que só eu sei
O choro de tudo que me dei
O choro de tudo o que perdi
O choro de tudo que me foi prometido
O choro do nada que não me foi cumprido
Choro os sonhos que não realizei
Choro os sonhos que não me foram realizados
Choro o que pensei que seria e não foi
Choro o pranto da luta em vão
Que chorando tentei salvar
E que inutilmente chorei
Chorando todas as lágrimas
Lágrimas inundantes e chorosas
Lágimas que já não escorrem do chorar
Lágrimas que saltam distante do pranto
Lágrimas salgadas e amargas que chorei
Lágrimas de sangue de tanto pranto
Lágimas das feridas que ainda choro
Lágrimas da dor que não cicatriza
Lágrimas de um amor que não amo mais
Lágrimas de um amor que não existe mais
Por isso choro, por um amor que se acabou
E chorarei e lamentarei o choro eternamente
Chorando por uma vida, que se desestruturou e se desmoronou!...
Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 04/11/2006
Reeditado em 12/11/2006
Código do texto: T281755

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (326169 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:30)
Maysa Barbedo