Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E morrer nas tuas verdes colinas...


21/08/2003



Os tons alaranjados, ocres e castanhos;
As casas caiadas de lavanda e verdes serras,
Salpicam os torrões das minhas nobres terras,
Povoadas pelos pastores e os seus rebanhos.

Pairam no ar, perfumes de amarelos torrados,
Arraigando o azul, debruçado nas janelas!
Não existem, alhures, paisagens tão belas,
Nem almas, que não sucumbam aos seus chamados!

E os rios, ao longe, correm nos seios da montanha,
Desordenados, matreiros, cheios de vida...
Correm a inundar a minh’alma, ressequida
Pela saudosa fragrância que hoje me entranha!

Voltarei aos teus pés, nos braços das boninas,
Refrescar-me-ei na fonte do amor, que eu levei
em gotinhas d’água. Quando volto? Não sei...
Só sei que morrerei nas tuas verdes colinas!
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 27/06/2005
Código do texto: T28224

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 51 anos
87 textos (6700 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:21)
Cristina Pires