Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chama Fugaz

A chama viva e intensa que antes se chamava vida,
hoje é apenas um resquício de mentes conformadas
e que se consideram militantes...

O sol de outrora não tem mais o mesmo brilho,
o mesmo fulgor,
reflexo da devastação humana sobre a terra,
então seria mais correto dizer que nós não permitimos
que o sol tenha o mesmo brilho...

Hoje não existe mais momentos
para uma simples contemplação de um toque,
sentir a leveza da pele macia e pura,
sentir o toque da doce voz concisa ao ouvido,
sentir o toque dos raios do sol,
ser intenso,
permitir ser transpassado por eles,
e ser alimentado diretamente pela vida...

Em meio ao caos em que vivemos
nos tornamos poetas,
um grito abafado de uma voz embargada
de seres condenados ao exílio,
pois cada ser ao se tornar auto-suficiente,
diretamente torna alguém só,
e assim somos elos enferrujados na corrente
do corporativismo pessoal e espiritual.

Mas a poesia nos eleva
ao sublime nível da esperança,
pois em meio ao caos
com nossas entranhas feridas,
fazemos...

onde o verdadeiro poema
é escrito das mãos de Deus em nós,
e assim podemos vislumbrar
o milagre da vida voltar a ser intenso
e conciso nesse lugar decadente...

...Quem sou eu,
uma sombra?
Pode ser.
Ou simplesmente
a voz embargada da alma...
Os elos começaram a se refazer,
ainda tenho uma mão,
dá-me a sua?
Marcelo Maia
Enviado por Marcelo Maia em 05/11/2006
Código do texto: T282825
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Maia
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
80 textos (4101 leituras)
1 áudios (59 audições)
1 e-livros (130 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:31)
Marcelo Maia