Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

mortalha

RASGA MORTALHA
rasgue me  aos quatro ventos
cante a morte de alguem que de te
nunca gostou
vá ao norte dizer ao meu amor
que em uma cova rasa
descança a mulher
de seus sonhos de quimera
minha cama aconchegante se desfez
se tornou algo que
eu não posso descrever
meus olhos se fecharam
não podendo ver mais
a beleza de sua face
diga a ele
para não chorar
pois não mereço,
eu por ele
não chorarei,
nem pelo seu encanto.
misturo dor...
canto
fantasia
morte e sepulto.
dentro de uma cova que me leva para a
eternidade...
SILÊNCIO PROFUNDO
LÁGRIMAS CONGELADAS
PELO TEMPO
padeço sem saudades
sem vaidade
vou...
Ouço barulho
È a terra
É O
FIM...
Dandara Dantas
Enviado por Dandara Dantas em 05/11/2006
Reeditado em 18/07/2010
Código do texto: T283223

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dandara Dantas
Itapetinga - Bahia - Brasil, 27 anos
76 textos (2814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:19)
Dandara Dantas