Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pescador de emoção

"Um dia, me leve no seu barco! Assim decifro todas as formas que ainda não foram descritas na formação da tua maré-mulher." (Kal Angelus)

........................

Entre vendavais e bruma mansa
Levo meu barco afoito
Nas ondas do meu rio nati-morto;
- Dunas contra o remo!
Areias desconexas no tempo,
Entre a sofreguidão e o isolamento
Das margens opostas do coração.
 
Sobre águas turvas sigo o leito
Das curvas rasas cristalinas
dos meus perenes defeitos;
- Enigma da última maré!
Limpeza dos últimos refugos
De sonhos avesso à luz
Na rede da última emoção.
 
Dentro do córrego isolado
Aonde os mortos descansam,
Jaz resquício de sentimentos;
- Último remo ao enganado!
Barco sem quilha de vida
A navegar tua maré-mulher
Entre os sargaços da razão.
 
E os meus sargaços morrem sempre
Na praia de sonhos
De um cansado pescador de emoção!
Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 06/11/2006
Reeditado em 06/11/2006
Código do texto: T283839
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
322 textos (9131 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:41)
Kal Angelus