Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida

                                 Vida





Terei que avaliar a paliçada
Para galgar a cerca das desconfianças
Empertigado alazão bravio de raça e de feitio
Embrenhar-me-ei determinado pelos terrenos acidentados
Que convidam ao trote os espíritos indomados.

Dizem serem movediças as areias do desconhecido
Pouco conheço do cosmos e menos ainda me conheço
Achada a ponta do novelo há que estendê-lo
Desde que não me enleie nas teias do desmazelo.

Com impaciente paciência estou face ao obstáculo
Sem vacilar saltarei convencido de o transpor
A dúvida é,
Como o foi e sempre será a mesma,
Se o devo contornar ou por cima dele saltar.

Está decidido que tenho de o encarar
Como se enfrenta a irreversível nascença
Mesmo vinda em águas turvadas de sangue
A vida é um rio de esperança.



Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 06/11/2006
Código do texto: T284163

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:46)
alestedoparaiso