Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PARTIDA DO GABRIEL

A PARTIDA DO GABRIEL
(Levy Menezes)

POR QUE, GABRIEL, PARTISTE TÃO APRESSADO,
SEM UM ADEUS AO MENOS ? ISSO NÃO SE FAZ!
QUANDO ENCONTRAR-TE,  NAQUELE MUNDO DE PAZ,
SERÁS, POR CERTO, SEVERAMENTE RECRIMINADO.

AO MENOS PODERIAS TER DEIXADO UM ADEUS,
UM SIMPLES ACENO DE MÃO, UM  SOMENTE,
COMO SE ESTIVESSES DIZENDO: ESTOU INDO, GENTE,
LÁ AGUARDAREI, DE BRAÇOS ABERTOS, OS AMIGOS MEUS.

AQUI O NOSSO MUNDO CONFUSO FICOU PIOR SEM TI:
MUITAS LÁGRIMAS MAS VAZIO, DESBOTADO, SILENCIOSO,
SEM A ALEGRIA COSTUMEIRA, SEM O PAPO GOSTOSO.
AS PESSOAS ESTÃO MUDAS, CABISBAIXAS, NINGUÉM RI.

A TUA MALDADE, GABRIEL, FOI GRANDE, MAS SEM DOLO,
ACREDITO, POIS SUJEITO BOM DE CORAÇÃO COMO TU ERAS,
MAS AFEITO A UMA “MOLECAGEM”, COMO DE FATO ERAS,
SAÍSTE DE FININHO, SORRATEIRO, INDO PARA OUTRO PÓLO.

JÁ COMEÇA A LEMBRANÇA NOSTÁLGICA – A  SAUDADE.
SAUDADE DE UM SER ADMIRÁVEL, BOM POR FORMAÇÃO,
E QUE CONQUISTOU A SIMPATIA E ENTROU  NO CORAÇÃO
DOS QUE  TIVERAM O PRAZER E O PRIVILÉGIO DE TUA AMIZADE
levy pereira de menezes
Enviado por levy pereira de menezes em 07/11/2006
Reeditado em 11/06/2007
Código do texto: T284529
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
levy pereira de menezes
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 82 anos
143 textos (7429 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:12)