Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Ponta dos Dedos

                    Na Ponta dos Dedos








Que dirá de mim o tempo
Quando eu deixar de existir?
A brisa soprará mais fresca
Quando se vier despedir?
Quero as varandas floridas
Perfumem-se de ais as vielas
Quero luz, quero cor, quero alegria
Pois esse será o dia
Em que toda a euforia
Pecará por não ser demais
Para mim deixem-me um banquinho
E a companhia dos rouxinóis
De onde possa olhar o cais
E ver os meus versos partir
Lançados na ponta dos dedos
Dos sonhos que não terei mais.



Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 07/11/2006
Código do texto: T285101

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:07)
alestedoparaiso