Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pior que os animais


     Pior que os animais

Há um imenso nada em meu peito.
Uma angústia,uma tristeza, apatia.
Minhas antenas captam informações
devastadoras para os excluídos.
Países desenvolvidos se fecham,
os ricos se enclausuram.
O medo, o Pânico pelos pobres,
armam os espíritos e as mãos,
o futuro chegou violento.
Os miseráveis se auto-destroem;
pior que os animais.

O sol ainda brilha lá fora
queimando retinas e torrando a carne.
A chuva ácida ainda rega a terra
envenenando e destruindo plantações.
Sabe-se da destruição da camada de ozônio
e do el niño causando catástrofes.

Mas o homem não pára,
suas máquinas não param,
os rumos não mudam,
letargia geral.
As consciências dormem
no século da escuridão.

No meio disto tudo, estarrecido,
estou extático, não movo um músculo.
Sinto-me o mais abominável dos homens,
pior do que o pior destruidor.
Além de devastador da vida,
talvez eu tenha aniquilado o amor,
pior que os animais.

Zion Freire
Zion Freire
Enviado por Zion Freire em 07/11/2006
Código do texto: T285112
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zion Freire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
65 textos (2561 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:52)
Zion Freire